Postagens

Mostrando postagens com o rótulo versos

Biblioteca Indica: Mário Quintana

Imagem
Nascido em Alegrete, em 30 de julho de 1906, o poeta gaúcho Mário Quintana tornou-se um dos principais escritores brasileiros do século XX.




"Eu quero o mapa das nuvens  e um barco  bem vagaroso". 


Mário Quintana As principais características dos seus textos são a linguagem simples, clara, que fala de sentimentos e faz alusões ao cotidiano. Fala do amor, das tristezas, da infância, dentre outros. Em sua carreira desenvolveu trabalhos de tradução, tendo o primeiro feito com a obra Palavras e Sangue, de Giovanni Papini. Interpretou obras de autores renomeados como Marcel Proust, Honoré de Balzac, Graham Greene e Guy de Maupassant, tornando-se um dos responsáveis pelo acesso do povo brasileiro às obras da literatura internacional.
Quintana teve seus poemas publicados no jornal Correio do Povo, onde trabalhou por quarenta anos, sendo este o maior veículo de divulgação de sua obra poética. Suas obras passaram a integrar os volumes didáticos das escolas, sendo publicadas em vários exemplar…

Lançamento de livro - “Fabularama”

Imagem
O Professor José Alaercio Zamuner lança e promove recital de estórias e poesia em torno de seu novo livro “Fabularama”, uma obra que traz na sua formação o imaginário brasileiro: mitos, lenda, crendices, curas, rezas, danças, contos e versos; uma fusão das culturas de nosso solo (indígena, europeia e a africana).

Indicação: livre.
Entrada franca. Informações: 2087-4177.
Biblioteca Monteiro Lobato, Auditório Pedro Dias Gonçalves (ver endereço)
23 de Agosto 2014 (sábado) 19h 
Sinopse feita pelo autor:

Sobre a obra FABULARAMA,  maio de 2014 O recorte abaixo é o início de Fabularama. Uma obra que tem como motivo as narrativas orais (mitos, lendas…), o nosso folclore, uma cultura formada em solo brasileiro (aqui o ambiente está em Águas de Lindoia e Monte Sião, berço do autor), com o encontro dos povos: Tupi-Guarani, Europeia e a Africana. Vai ouvindo. Foi assim…