Postagens

Mude. Assim como o ano que se inicia sejamos novos.

Fernando Pessoa: o poeta fingidor

“Não Digas Nada!” por Fernando Pessoa