Guarulhos abre edital para ocupação artística do auditório da Biblioteca Monteiro Lobato

Até o dia 4 de novembro, a Prefeitura de Guarulhos está com inscrições abertas para produtores culturais interessados no cadastro de propostas de exploração de espaço público no Auditório Pedro Dias Gonçalves, na Biblioteca Municipal Monteiro Lobato. Podem participar pessoas físicas maiores de 18 anos residentes no município ou jurídicas de direito privado sem fins lucrativos, de natureza cultural, inscritas no CNPJ e sediadas no município há, no mínimo, dois anos.

Para efeito deste edital, é considerada a disponibilidade de horários às sextas-feiras, das 18h às 22h; aos sábados, das 10h às 22h; e aos domingos, das 10h às 20h.

Para participar, os interessados devem cadastrar-se como agente na plataforma GruCultura através do link http://grucultura.guarulhos.sp.gov.br/oportunidade/1373/, preencher o formulário, ler e aceitar o conteúdo do edital e enviar documentação em formato PDF.
As propostas serão analisadas por uma comissão de seleção, composta por integrantes da Secretaria de Cultura, a partir de critérios como clareza, currículo, executabilidade e criatividade. A relação de projetos inscritos será publicada no Diário Oficial.
Informações sobre as dependências do espaço podem ser obtidas na sede da Secretaria de Cultura, na rua Claudino Barbosa, 313, Anexo II, 4° andar, com a Divisão de Planejamento, ou no site http://grucultura.guarulhos.sp.gov.br/espaco/13248/.
Outros esclarecimentos também poderão ser obtidos através do e-mail grucultura@gmail.com
Referência: 
PREFEITURA DE GUARULHOS. Guarulhos abre edital para ocupação artística do auditório da Biblioteca Monteiro Lobato. Disponível em: <https://www.guarulhos.sp.gov.br/index.php/article/guarulhos-abre-edital-para-ocupacao-artistica-do-auditorio-da-biblioteca-monteiro-lobato.> Acesso em: 06 out 2019.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A importância das Bibliotecas em 33 motivos.

“A virgem dos lábios de mel, que tinha os cabelos mais negros que a asa da graúna, e mais longos que o talhe de palmeira. O favo da jati não era doce como seu sorriso...."

O sabão, de Monteiro Lobato