Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2018

Biblioteca Monteiro Lobato recebe um dos Fóruns de Cultura: Livro e Literatura

Imagem
Confira outros locais e programação completa: 
Entre os dias 4 e 18 de junho, a Prefeitura de Guarulhos, por meio da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secel) e do Conselho Municipal de Política Cultural, promove os Fóruns Setoriais de Cultura, espaços de articulação de ideias e pessoas, caracterizado pela troca de informações e experiências. O primeiro dos nove encontros, o Fórum de Instituições Culturais Não Governamentais, acontece na próxima segunda-feira, dia 4 de junho, das 19h às 21h, no Rotary Club Guarulhos, no Jardim Ana Maria.
Para participar, os interessados devem escolher dentre os segmentos representados pelos encontros e comparecer ao local do Fórum, no horário e dia indicado. Os encontros, que não têm caráter deliberativo, subsidiam a elaboração de diretrizes e ações propositivas sobre o cenário cultural da cidade. O resultado dos fóruns serão registrados e sistematizados em formato de relatório ao fim dos nove encontros.



Serviço: Fóruns Setoriais de Cultura …

Projeto Atualidades

Imagem

Exposição na Biblioteca Monteiro Lobato mostra a relação entre o negro e o trabalho

Imagem
Entre os dias 16 de maio e 9 de junho, de segunda a sexta-feira das 9h às 18h e sábados das 9h às 14h, o Salão Expositivo da Biblioteca Monteiro Lobato apresenta a exposição “O Negro e o Trabalho”, mostra composta por cerca de 25 imagens do fotógrafo João Machado que retratam o negro em diversas atividades profissionais. A exposição, cujas fotos integram o acervo da Seção de Artes Visuais da Secel (Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer), é gratuita e tem classificação livre. As imagens são resultado da aproximação de João Machado com a fotografia documental sobre o tema “Consciência Negra” e são marcadas por simplicidade e leveza. O fotógrafo registrou as imagens em regiões periféricas da cidade, em bairros como Lavras, São João e Soberana, buscando a singularidade de profissões como engraxate, coletor de lixo, entregador de gás, motorista de ônibus, entre outras, que atendessem a proposta de mostrar a relação do homem negro com o trabalho. A tomada de imagens, realizada em 2…

Projeto Poesia às 2as.feiras

Imagem
QUINTANA, Mário. Conversa fiada. IN: Baú de espantos. Rio de Janeiro, Alfaguara, 2014. p.54
Eu gosto de fazer poemas de um único verso. Até mesmo de uma única palavra Como quando escrevo o teu nome no meio da página E fico pensando mais ou menos em ti Porque penso, também, em tantas coisas... em ninhos Não sei  por que vazios em meio de uma estrada Deserta... Penso em súbitos cometas anunciadores de um Mundo Novo E -- imagina! -- Penso em meus primeiros exercícios de álgebra, Eu que tanto, tanto os odiava... Eu que naquele tempo vivia dopando-me em cores, flores, amores, Nos olhos-flores das menininhas -- isso mesmo! O mundo Era um livro de figuras Oh! os meus paladinos, as minhas princesas prisioneiras em suas altas torres, Os meus dragões Horrendos Mas tão coloridos... E -- já então -- o trovar dos versos de Camões: "Que é o menor mal de todos seja a morte!" Ah, prometo àqueles meus professores desiludidos que na próxima vida eu vou ser [um grande matemático Porque a matemática é o único pensame…

Projeto Poesia às 2as.feiras

Imagem
NETHO, Paulo ; IRUSTRA, Carla (Ilustr.) Miudezas. IN: Bolinho de chuva e outras miudezas. São Paulo, Peirópolis, 2011. p.10
Enquanto passava café, mãe cantava feliz de pé. Dizia que assim voava. Antenado, eu captava tudo: tia ralhando com o tio; um pião riscando o chão; as pipas  cortando o céu e os cães latindo gratidão.

Projeto Poesia às 2as.feiras

Imagem
SOUZA, Angela Leite de. Ateliê. IN: Entre Linhas. Belo Horizonte, Lê, 2013. p.9
Do lado direito do avesso fica o avesso do direito? Quem lembra o que é entretela, ponto russo ou entremeio? Sianinha -- esse nome, alguém sabe de onde veio? Ponto alto, ponto baixo, crochê rima com você?
O mundo da costureira tem intrigantes mistérios: nesga, pence, drapeado, godê, evasê, balonê... Essas artistas da moda contam em língua cifrada bem antiga invenção: o vaivém de agulha e linha pespontando uma ciência, desenhando uma lição de destreza e persistência.

Projeto Poesia às 2as.feiras

Imagem
SILVA, Abel. IN: Só uma palavra me devora: poesia reunida e inéditos. 3a.ed., Rio de Janeiro, Record, 2001. p.226
E então começou a acontecer comigo de encontrar a todo instante minha mãe. Passo e na fila da carne lá está ela esperando a vez chego comovido e irritado vou tocar-lhe o ombro e dizer bobagem, mãe! pede a carne pelo telefone mas logo percebo o engano, me afasto e a senhora desconhecida ganha mais um metro na direção do balcão. No táxi vou gritar ao motorista que pare minha mãe está na esquina sob o sol não há dúvidas é ela se protegendo da chuva sob a marquise perplexa no arrastão ondeante de corpos esguios perigosamente lenta na correnteza de meninos sem mãe subitamente estrangeira (minha mãe tão brasileira!) sob códigos confusos minha mãe nas mulheres entrevistas pela TV reclamando dos preços absurdos de tudo nos bancos da rodoviária na fila dos aposentados minha mãe se multiplicando pelas ruas de minha cidade onde carrego meu buquê de esperanças devastadas e sonhos implodidos um mil séculos-luz lon…

Está na dúvida se pode ou não renovar o empréstimo do seu livro? Saiba aqui.

Imagem