Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2017

"Seja sem medo de ser, sem medo do que os outros vão pensar, seja o que quiser ser."

Imagem

Não haverá alteração do atendimento nos demais dias.

Imagem

Projeto Poesia às 2as.feiras

Imagem
GULLAR, Ferreira. Dois e dois: quatro. IN: Toda poesia (1950-1999). 10ed., Rio de Janeiro, José Olympio, 2001. p.171
Como dois e dois são quatro sei que a vida vale a pena embora o pão seja caro e a liberdade pequena
Como teus olhos são claros e a tua pele, morena
como é azul o oceano e a lagoa, serena
como um tempo de alegria por trás do terror me acena
e a noite carrega o dia no seu colo de açucena
-- sei que dois e dois são quatro sei que a vida vale a pena
mesmo que o pão seja caro e a liberdade, pequena.

Projeto Poesia às 2as.feiras

Imagem
GULLAR, Ferreira. Poema. IN: Toda poesia (1950-1999). 10ed., Rio de Janeiro, José Olympio, 2001. p.217
Se morro o universo se apaga como se apagam as coisas deste quarto                                     se apago a lâmpada: os sapatos-da-ásia, as camisas e guerras na cadeira, o paletó- dos-andes,          bilhões de quatrilhões de seres e de sóis          morrem comigo.
Ou não:           o sol voltará a marcar           este mesmo ponto do assoalho           onde esteve meu pé;                                          deste quarto           ouvirás o barulho dos ônibus na rua;             uma nova cidade             surgirá de dentro desta             como a árvore da árvore.
Só que ninguém poderá ler no esgarçar destas nuvens a mesma história que eu leio, comovido.

CMIL Luis de Camões terá agenda cultural nesta quinta

Imagem
Nesta quinta-feira, 14 de dezembro, das 9 às 16 horas, o CMIL (Centro Municipal de Incentivo à Leitura) Luis de Camões recebe uma programação cultural com muito grafite, arte e leitura. Iniciativa da Secel (Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer), as atividades são gratuitas e integram o projeto “Literalmente Isso”. Durante o evento, o público poderá conferir atividades como contação de histórias, oficinas de encadernação e origami, além de um varal de livros e poesias para doação. Entre os destaques da programação estão a finalização do grafite na fachada do CMIL e a pintura do chão da praça Luiz Vaz de Camões, com desenhos desenvolvidos pelo artista Ricardo Célio no Projeto “Ocuparte - Voltando à Escola”, que consiste em levar aprendizado e cultura, por meio da arte urbana e do grafitti, para os equipamentos públicos, proporcionando diálogo entre arte, artista e professor. O objetivo é ocupar o mundo com arte. Literalmente isso Literalmente Isso é um projeto de valorização de …

"A paz é a única forma de nos sentirmos realmente humanos." Albert Einstein

Imagem

Projeto Poesia às 2as.feiras

Imagem
GULLAR, Ferreira. Lições de Arquitetura. IN: Toda poesia (1950-1999). 10ed., Rio de Janeiro, José Olympio, 2001. p.301

No ombro do planeta (Em Caracas) Oscar depositou para sempre uma ave uma flor (ele não faz de pedra nossas casas: faz de asa)
No coração de Argel sofrida fez aterrizar uma tarde uma nave estelar                             e linda como ainda há de ser a vida
(com seu traço futuro Oscar nos ensina que o sonho é popular)

Literalmente Isso recebe artista guarulhense

Imagem
Com repertório popular, que inclui canções de Djavan, Chorão e Vinícius de Moraes, a musicista guarulhense Dedê Brasil faz a apresentação “Teclado e Voz”, no dia 6 de dezembro, quarta-feira, às 15 horas, na Biblioteca Monteiro Lobato. A apresentação, que integra o calendário de eventos do projeto “Literalmente Isso”, é uma iniciativa da Secel – Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer. A entrada é gratuita a classificação, livre. O show destaca o talento da jovem musicista que tem forte influência da MPB, Reggae e Jazz. A apresentação revela ainda a versatilidade da artista que também traz canções autorais como “O que é o amor?”, “Olhe as cores”, “Do Jeito que Dá”, “Moreno” e “Bad de Domingo”. O Projeto “Literalmente Isso” promove na cidade uma programação especial voltada para o incentivo à leitura. As atividades são descentralizadas e realizadas nas bibliotecas, centros de incentivo a leitura e espaços educativos da cidade, como o Adamastor Centro, CEUs e Escolas da Prefeitura…

Organize sua agenda também.

Imagem
As atividades culturais marcadas nestas datas ocorrerão normalmente. 

Projeto Poesia às 2as.feiras

Imagem
GULLAR, Ferreira. Despedida. IN: Toda poesia (1950-1999). 10ed., Rio de Janeiro, José Olympio, 2001. p.348

Eu deixarei o mundo com fúria. Não importa o que aparentemente aconteça, se docemente me retiro.
De fato nesse momento estarão de mim se arrebentando                     raízes tão fundas quanto estes céus brasileiros. Num alarido de gente e ventania olhos que amei rostos amigos tardes e verões vividos estarão gritando a meus ouvidos              para que eu fique              para que eu fique
Não chorarei. Não há soluço maior que despedir-se da vida.