Projeto Poesia às 2as.feiras


CUNHA, Leo; CASTANHA, Marilda, CRUZ, Nelson (ilust.) Barracão. IN: Cantigamente. 3a.ed., Rio de Janeiro, Ediouro, 2000. p.28

Todo dia,
com alguns quilos
de concreto
e abstrato,
eu me construo
frágil
para eu me morar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A importância das Bibliotecas em 33 motivos.

“A virgem dos lábios de mel, que tinha os cabelos mais negros que a asa da graúna, e mais longos que o talhe de palmeira. O favo da jati não era doce como seu sorriso...."

O sabão, de Monteiro Lobato