Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014

BIBLIOTECA INDICA: ANO NOVO, VIDA NOVA

Imagem
Inspire-se para continuar, recomeçar ou transformar seu caminho!

CURY, Augusto.  Nunca desista de seus sonhos. Localização: 159.947 C988n Com mais de um milhão de livros vendidos sobre temas como crescimento pessoal, inteligência e qualidade de vida, o psiquiatra Augusto Cury debruça-se aqui sobre nossa capacidade de sonhar e o quanto ela é fundamental na realização de nossos projetos de vida. Os sonhos são como uma bússola, indicando os caminhos que seguiremos e as metas que queremos alcançar. São eles que nos impulsionam, nos fortalecem e nos permitem crescer. Se os sonhos são pequenos, nossas possibilidades de sucesso também serão limitadas. Desistir dos sonhos é abrir mão da felicidade porque quem não persegue seus objetivos está condenado a fracassar 100 % das vezes.
STRAYED, Cheryl. Livre: a jornada de uma mulher em busca do recomeço. Localização: 929:821.111(73) S894L Em Livre, a autora conta como enfrentou, além da exaustão, do frio, do calor, da monotonia, da dor, da sede e da fome…

Projeto Poesia às segundas-feiras

Imagem
ANDRADE, Carlos Drummond de. Passagem do ano. IN: A rosa do povo. 31a. ed., Rio de Janeiro, Record, 2006. p.46

O último dia do ano
não é o último dia do tempo.
Outros dias virão
e novas coxas e ventres te comunicarão o calor da vida.
Beijarás bocas, rasgarás papéis,
farás viagens e tantas celebrações
de aniversário, formatura, promoção, glória, doce morte com sinfonia e coral,

que o tempo ficará repleto e não ouvirás o clamor,
os irreparáveis uivos
do lobo, na solidão.

O último dia do tempo
não é o última dia de tudo.
Fica sempre uma franja da vida
onde se sentam dois homens.
Um homem e seu contrário,
Uma mulher e seu pé,
Um corpo e sua memória,
Um olho e seu brilho,
Uma voz e seu eco,
e quem sabe até se Deus...

Recebe com simplicidade este presente do acaso.

Mereceste viver mais um ano.
Desejaria viver sempre e esgotar a borra dos séculos.
Teu pai morreu, teu avô também.
Em ti mesmo muita coisa já expirou, outras espreitam a  morte,
mas estás vivo. Ainda uma vez estás vivo,
e de copo na mão
esperas amanhecer.

O …

Projeto Poesia às segundas-feiras

Imagem
BANDEIRA, Manuel. Versos de Natal. IN: Estrela da vida inteira. Rio de janeiro, Nova Fronteira, 2008. p.171

Espelho, amigo verdadeiro,
Tu refletes as minhas rugas,
Os meus cabelos brancos,
Os meus olhos míopes e cansados.
Espelho, amigo verdadeiro,
Mestre do realismo exato e minucioso,
Obrigado, obrigado!

Mas se fosses mágico,
Penetrarias até o fundo desse homem triste,
Descobririas o menino que sustenta esse homem,
O menino que não quer morrer,
Que não morrerá senão comigo,
O menino que todos os anos na véspera de Natal
Pensa ainda em pôr os seus chinelinhos atrás da porta.

                                                                               1939
Atenção!
Em decorrência do feriado de Ano Novo, dia 1º dejaneiro, todas as bibliotecas que compõem o Sistema de Bibliotecas Públicas Municipais de Guarulhos estão fechadas de 31 de dezembro a 4 de janeiro, retornando normalmente no dia 05 de janeiro de 2015.

Desejamos a todos um Feliz Ano Novo!

BIBLIOTECA INDICA: JANE AUSTEN

Imagem
Você conhece Jane Austen? Ela é considerada por muitos como uma das maiores personalidades femininas na história da literatura. Nascida no interior da Inglaterra em uma cidade chamada Steventon, em 1775, deu ao romance inglês o primeiro impulso para a modernidade, ao tratar do cotidiano de pessoas comuns com aguda percepção psicológica e um estilo de uma ironia sutil, dissimulada pela leveza da narrativa. Jane foi uma das primeiras escritoras a ser amplamente reconhecida ainda em vida.
“Muitas vezes perdemos a possibilidade de felicidade de tanto  nos prepararmos para recebê-la.  Por que então não agarrá-la toda de uma vez?”

AUSTEN, Jane. Orgulho e preconceito.
Localização física: F A95o Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, é um novo tipo de heroína, que não precisará de estereótipos femininos para conqui…

Projeto Poesia às segundas-feiras

Imagem
CAPPARELLI, Sérgio; Orlando (ilust.). Frases célebres. IN: Tigres no quintal. São Paulo, Global, 2008. p.125

Eu lavo as mãos,
Diz Pôncio Pilatos,
Mas falta sabão.

Independência ou morte!
Diz Pedro I
jogando com a sorte.

Abre-te Sésamo,
Diz Ali Babá,
Eu quero sair.

Terra à vista!
Anuncia o banqueiro
Pagando à vista.


Projeto Poesia às segundas-feiras

Imagem
QUINTANA, Mário. Poema. IN: Nova antologia poética. São Paulo, Globo, p.172

O grilo procura
No escuro
O mais puro diamante perdido.

O grilo
Com as suas frágeis britadeiras de vidro
Perfura

As implacáveis solidões noturnas.

E se isso que tanto buscas só existe
Em tua límpida loucura

- que importa? -

Exatamente isto
É o teu diamante mais puro!
Atenção!

As Bibliotecas Públicas Municipais de Guarulhos não abrirão no dia 08 de dezembro (segunda-feira) devido ao feriado municipal do Dia de Nossa Senhora da Conceição e Fundação da Cidade de Guarulhos.

BIBLIOTECA INDICA: 454 ANOS DE GUARULHOS

Imagem
Guarulhos teve sua origem como elemento de defesa do povoado de São Paulo. Com a denominação de Nossa Senhora da Conceição é fundado em 8 de dezembro de 1560 o aldeamento dos índios Guarus da tribo dos Guaianases, integrantes da nação Tupi, pelo Padre Jesuíta Manuel de Paiva. Seu crescimento econômico deu-se inicialmente em função da mineração de ouro. Hoje, a cidade é a oitava maior economia do Brasil.


“Tuas praças são livros abertos,
Onde lemos futuro e glória. Tu és hoje cidade progresso,
uma terra que vence de pé. Eia, pois, guarulhenses, avante,
com bravura na luta febril, Por São Paulo e por tudo o que é nosso,
e, acima de tudo o Brasil!” Hino de Guarulhos


RANALI, João. Repaginando a história. Localização física: EG-94(815.6)GUA R151r
Desde os 21 anos, Massami Kishi  tem ajudado a manter viva a história do município. Graças a sua lente, momentos políticos e sociais importantes para o destino da cidade ficaram registrados para a eternidade, a exemplo da posse do primeiro prefeito eleito em 1…

Projeto Poesia às segundas-feiras

Imagem
BLAKE, William; CAPPARELLI, Sérgio (trad.) Para o mundo ver. IN: CAPPARELLI, Sérgio; Orlando (ilust.) Tigres no quintal. São Paulo, Global, 2008. p.60
Para o mundo ver Num grão de areia, E o céu, Na flor do campo, Retém o infinito Na palma da mão E a eternidade Num segundo.