Projeto Poesia às 2as.feiras

Resultado de imagem para imagem poesia
QUINTANA, Mário. Os ceguinhos. IN: Baú de espantos. Rio de Janeiro, Alfaguara, 2014. p.57

Um dia, um ceguinho de nascença...
-- pois bem, para ser mais explícito e para conservar
por mais algum tempo a sua passageira imagem
neste mundo --
um dia
numa daquelas nossas conversas de bar,
o sanfonista Artur Eisner me confessou:
"Bem sei que, para vocês, eu, teoricamente, estou nas trevas."
Teoricamente?! -- pensei, num comovido espanto.
Talvez no mesmo silencioso espanto com que os anjos escutam
as palavras que digo 
dentro da minha treva iluminada.

Postar um comentário