Projeto Poesia às 2as.feiras

Resultado de imagem para bau de ossos mario quintana



QUINTANA, Mário. Tângolo-mango. IN: Baú de espantos. Rio de Janeiro, Alfaguara, 2014. p.59

Tudo como na história dos dez negrinhos:
... e não ficaram senão quatro...
... e não ficaram senão três...
Só que, na nossa história,
Os negrinhos éramos muito mais que dez.
Não, não vou começar a contá-los pelos dedos!
Que adianta? Outros serão os seus cuidados, outros os seus segredos
Agora...
Outras serão as suas aventuras,
De que ciumentamente me sinto afastado.
E como, na verdade, dizer-lhes
Toda a falta que me fazem
Quando o que eu sinto neles é a falta de mim?
E depois nem é bem como no caso dos dez negrinhos:
Um dia não haverá ninguém dentro de nós,
Ninguém no mundo
Para lembrar que não sobrou nenhum!
Postar um comentário