Projeto Poesia às 2as.feiras


GULLAR, Ferreira. Cantiga para não morrer. IN: Toda poesia (1950-1999). 10ed., Rio de Janeiro, José Olympio, 2001. p.222

Quando você for embora,
moça branca como a neve,
me leve.

Se acaso você não possa
me carregar pela mão,
menina branca de neve,
me leve no coração.

Se no coração não possa
por acaso me levar,
moça de sonho e de neve,
me leve no seu lembrar.

E se aí também não possa
por tanta coisa que leve
já viva em seu pensamento,
menina branca de neve,
me leve no esquecimento.

Postar um comentário