Projeto Poesia às 2as.feiras



GULLAR, Ferreira. Na lagoa. IN: Toda poesia (1950-1999). 10ed., Rio de Janeiro, José Olympio, 2001. p.412

A cidade
debruçada sobre
seus afazeres surda
de rock
não sabe ainda
que a garça voltou.

Faz pouco, longe
daqui entre aves
lacustres a notícia
correu: a lagoa
rodrigo de freitas
está assim de tainhas!
-- oba, vamos lá
dar o ar
de nossa graça,
disse a garça

e veio:

desceu
do céu azul
sobre uma pedra
do aterro
a branca filha das lagoas

e está lá agora
real e implausível
como o poema
que o gullar não consegue escrever
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Busque você mesmo!

Programa Agentes de Leitura