Projeto Poesia às 2as.feiras


LISBOA, Henriqueta; CRUZ, Nelson (ilust.) Paineira. IN: O menino poeta. São Paulo, Peirópolis, 2008. p.58

Paineira boa
do meu quintal.
Piso-te as flores
tu me dás paina.

Todos os anos
as flores perdes
para que eu pise
róseos tapetes.

Meu travesseiro
sempre macio
cada janeiro
tem nova paina.

Paina, carícia
do meu remanso.

Flores, prenúncio
de céus vindouros.

Paineira bela
dos meus amores!
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Busque você mesmo!

Programa Agentes de Leitura