Biblioteca Indica: Sempre é tempo para bons sentimentos. Histórias de amor, paz, amizade, esperança, fé, lealdade, gratidão e solidariedade.

Imagem
"Todo o nosso conhecimento se inicia com sentimentos."


SCHOLES, Katherine; INGPEN, Robert. Tempos de paz. Localização: J S391t A Unesco, desde sua criação no final da Segunda Guerra Mundial, já declarava: As guerras nascem no espírito dos homens; logo, é no seu espírito que precisam ser erguidos os baluartes da paz. Aprenda a resolver pacificamente os problemas de sua vida - primeiro que tudo. Isso porque a paz começa com você. No seu próprio quintal. Ainda há as imagens belíssimas de Robert Ingpen que interagem com o tom questionador e reflexivo do livro. Sua leitura contribuirá para sensibilizar a criança a ter uma relação harmoniosa consigo mesma, com os outros e com a natureza.

GEE, Darien; KLESCK, Alice. O pão da amizade. Localização: F G263p Um presente anônimo conduz uma mulher a uma jornada que ela jamais poderia imaginar. Certa tarde, Julia Evarts e Gracie, sua filha de cinco anos, chegam em casa e encontram um presente na varanda da frente: um pão da amizade com o simpl…

Projeto Poesia às 2as.feiras


CASTRO, José de; Elma (ilust.) Pé-de-moleque. IN: A cozinha de Maria-Farinha. 2a.ed. São Paulo, 2007. 19 (Esconde-esconde)

Maria-Farinha
faz um pé-de-moleque
pra cristão nenhum botar defeito.

O segredo dessa receita
aprendeu com seu pai,
o velho Farinondas,
que vendia doces em toda a cidade.

O amendoim é bem torrado
na panela de ferro
sobre trempe de fogão de lenha,
e mexido com todo cuidado
com uma colher de pau.

A rapadura se chama rapadura,
mas carece de maciez e textura
na medida exata.
Não pode ser comprada
em qualquer quitanda.
Tem que ter procedência e qualidade,
senão o pé-de-moleque desanda.

Tem ainda alguns segredos-chave:
um copo de leite pra ajudar a
derreter a rapadura.
O tempero de sete cravos, uma pitada de sal,
raspinhas de limão,
a canela e o ponto.
Sabendo tudo isso,
rapidinho o pé-de-moleque fica
pronto.

O sabor dessa iguaria
tem gosto de infância,
um quê de magia, doçura e
reencontro.





Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Busque você mesmo!

Programa Agentes de Leitura