Projeto Poesia às 2as.feiras

Imagem
GULLAR, Ferreira. Glauber morto. IN: Toda poesia (1950-1999). 10ed., Rio de Janeiro, José Olympio, 2001. p.351

O morto não está de sobrecasaca
não está de casaca
não está de gravata.

O morto está morto

não está barbeado
não está penteado
não tem flor na lapela
um flor 
na calça
sapatos de verniz

não finge de vivo
não vai tomar posse 
na Academia.

O morto está morto
em cima da cama
no quarto vazio.

Como já não come
como já não morre
enfermeiras e médicos
não se ocupam mais dele.

Cruzaram-lhe as mãos
ataram-lhe os pés.

Só falta embrulhá-lo
e jogá-lo fora.



O que há de estranho em mim?

Gayle Forman é autora de Eu estive aqui e Se eu ficar. Seus livros já venderam 9 milhões de exemplares no mundo.“Na primeira ficção de sua carreira – que lembra o premiado Um estranho no ninho–, Gayle Forman narra a corajosa saga de cinco garotas presas em um ‘centro de tratamento residencial’.” – Publishers Weekly


Ao internar a filha numa clínica, o pai de Brit acredita que está ajudando a menina, mas a verdade é que o lugar só lhe faz mal. Aos 16 anos, ela se vê diante de um duvidoso método de terapia, que inclui xingar as outras jovens e dedurar as infrações alheias para ganhar a liberdade.
Sem saber em quem confiar e determinada a não cooperar com os conselheiros, Brit se isola. Mas não fica sozinha por muito tempo. Logo outras garotas se unem a ela na resistência àquele modo de vida hostil. V, Bebe, Martha e Cassie se tornam seu oásis em meio ao deserto de opressão...continue lendo...


Juntas, as cinco amigas vão em busca de uma forma de desafiar o sistema, mostrar ao mundo que não têm nada de desajustadas e dar fim ao suplício de viver numa instituição que as enlouquece.
****
Para onde eles estão me levando?
É para o seu próprio bem – disse meu pai.
Fui jogada numa saleta abafada e a porta foi trancada. Soluçando, esperei que papai caísse na real, visse a grande besteira que estava fazendo e viesse me buscar.
Mas não foi isso que aconteceu.
Gayle enfoca uma típica questão adolescente– a busca de respeito e reconhecimento por parte dos adultos – e lhe dá uma nova abordagem.” – Kirkus Reviews
O que há de estranho em mim é uma história ágil e interessante, que equilibra momentos leves e pesados. Neste primeiro romance de Gayle, já vislumbramos as marcas dela, pedacinhos e fragmentos de suas futuras obras.”– The Book Addict’s Guide
Um ótimo trabalho de Gayle ao capturar o espírito de amizade e a angústia dos adolescentes.”– School Library Journal

O que há de estranho em mim é baseado em pesquisas e entrevistas da autora com garotas que passaram por centros de tratamento. Ler este livro é como testemunhar um acidente e ficar aliviado por não estar envolvido nele. A mensagem é claríssima, e os leitores se preocuparão tanto com os personagens que precisarão saber o que acontecerá a eles.”– VOYA

Localização: J F82q
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Busque você mesmo!