Projeto Poesia às 2as.feiras

Imagem
GULLAR, Ferreira. Glauber morto. IN: Toda poesia (1950-1999). 10ed., Rio de Janeiro, José Olympio, 2001. p.351

O morto não está de sobrecasaca
não está de casaca
não está de gravata.

O morto está morto

não está barbeado
não está penteado
não tem flor na lapela
um flor 
na calça
sapatos de verniz

não finge de vivo
não vai tomar posse 
na Academia.

O morto está morto
em cima da cama
no quarto vazio.

Como já não come
como já não morre
enfermeiras e médicos
não se ocupam mais dele.

Cruzaram-lhe as mãos
ataram-lhe os pés.

Só falta embrulhá-lo
e jogá-lo fora.



Projeto Poesia às 2as.feiras


JOSÉ, Elias ; CIPIS, Marcelo e Milton (ilust.) Fantasia. IN: Um pouco de tudo: de bichos, de gente, de flores. 12a.ed., São Paulo, Paulus, 2007. (Ponto de encontro. Série algodão doce)

Iara,
debruçada na mesa,
com cara de festa,
desenha casa
e floresta,
desenha mar
e ilha,
desenha peixe
e flor...


Mas um dia,
de repente,
explodindo no papel,
e maravilha,
bem lá num canto,
feito cantiga de amor,
causando enorme
espanto,
sai voando
um beija-flor.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Busque você mesmo!