Biblioteca Indica: Sempre é tempo para bons sentimentos. Histórias de amor, paz, amizade, esperança, fé, lealdade, gratidão e solidariedade.

Imagem
"Todo o nosso conhecimento se inicia com sentimentos."


SCHOLES, Katherine; INGPEN, Robert. Tempos de paz. Localização: J S391t A Unesco, desde sua criação no final da Segunda Guerra Mundial, já declarava: As guerras nascem no espírito dos homens; logo, é no seu espírito que precisam ser erguidos os baluartes da paz. Aprenda a resolver pacificamente os problemas de sua vida - primeiro que tudo. Isso porque a paz começa com você. No seu próprio quintal. Ainda há as imagens belíssimas de Robert Ingpen que interagem com o tom questionador e reflexivo do livro. Sua leitura contribuirá para sensibilizar a criança a ter uma relação harmoniosa consigo mesma, com os outros e com a natureza.

GEE, Darien; KLESCK, Alice. O pão da amizade. Localização: F G263p Um presente anônimo conduz uma mulher a uma jornada que ela jamais poderia imaginar. Certa tarde, Julia Evarts e Gracie, sua filha de cinco anos, chegam em casa e encontram um presente na varanda da frente: um pão da amizade com o simpl…

“A virgem dos lábios de mel, que tinha os cabelos mais negros que a asa da graúna, e mais longos que o talhe de palmeira. O favo da jati não era doce como seu sorriso...."



Literatura em Questão

Biblioteca Monteiro Lobato, Auditório Pedro Dias Gonçalves
25/ sábado - 13h
A Secretaria de Cultura, em parceria com a Didasko Centro Educacional, promove palestra sobre os livros indicados para os vestibulares da Fuvest, Unicamp e PUC-SP. Neste mês a palestra é sobre o livro “Iracema” de José de Alencar. Junto com O Guarani e Ubirajara, ele faz parte do ciclo indianista do autor, exaltando o nativo do Brasil e buscando criar uma literatura romântica “genuinamente brasileira”. Cada um dos romances do ciclo indianista representa uma fase do encontro do europeu com o índio: Ubirajara representa o índio antes da chegada do europeu, Iracema o primeiro encontro dos dois, e O Guarani o índio já integrado na sociedade colonial. Iracema é também uma metáfora para o surgimento da terra-natal de Alencar, o Ceará.

Informações: 2087-6900 e www.didasko.net.br.
Entrada franca.
Indicação: livre.
Rua João Gonçalves, 439, Centro Guarulhos


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Busque você mesmo!

Programa Agentes de Leitura