Projeto Poesia às 2as.feiras


CAMARGO, Luis; ilustrado pelo autor. Chuchu. IN: O cata-vento e o ventilador. 6a.ed., São Paulo, FTD, 1992. p.24

Tirei o chuchu do pé
e o coloquei em cima
da geladeira.

O chuchu não ficou
parado,
encolhidinho
no seu canto,
não:

O chuchu começou a brotar.

Eu perguntei:
-- Com esse frio,
sem chuva,
sem terra,
sem nada,
como é que você consegue brotar?

O chuchu olhou pra mim
e respondeu:
-- Para crescer
é preciso duas coisas:
sol e vontade.
Sol tem todo dia,
é só abrir a janela
e deixar entrar.
Vontade está dentro da gente.

Eu ia perguntar outras coisas
mas o chuchu falou:
-- Agora eu preciso trabalhar!

E continuou a brotar.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Busque você mesmo!

Programa Agentes de Leitura