"Enquanto houver lugares onde seja possível a asfixia social...enquanto sobre a terra houver ignorância e miséria, livros como este não serão inúteis." Victor Hugo (Os Miseráveis)


Com certeza você já deve ter ouvido falar em livros como “Os miseráveis” ou “Corcunda de Notre Dame” Além de conhecidos, ambos viraram filmes e desenhos no cinema. Mas, sabe quem foi o autor dessas obras? Ou o porquê de tamanho sucesso até hoje? Não! Então, essa é a hora para descobrir esse grande escritor. Biblioteca Indica: Victor Hugo.
Muito conhecido pela Europa, Victor Hugo teve várias obras de sucesso (sejam elas no teatro ou apenas nos livros), mas as duas que até hoje são consideradas clássicos são Os Miseráveis e O Corcunda de Notre Dame (inicialmente publicado como “Notre-Dame de Paris”). A primeira, conta uma história onde se reflete claramente a filosofia política de Hugo e a segunda, é um romance que o acentua como líder romântico.

Victor Hugo criou poemas e romances que integravam questões políticas e filosóficas em histórias que procuravam retratar a sua época, mesmo quando ambientadas em outro período histórico, à exemplo de Notre Dame de Paris, ele levava o leitor a refletir sobre o seu tempo. Ele procurava escrever com simplicidade procurando retratar de forma bastante humana as alegrias e vicissitudes da vida. Victor Hugo foi um autor bastante produtivo, tendo uma obra literária muito vasta. Um tema recorrente em suas obras é o eterno embate humano com o mal, seja ele externo ou interno. Ele foi um expressivo narrador dos problemas do seu tempo e das grandes inquietações humanas.


Hugo narrou seu romance magistral numa linguagem que representou para a literatura "o mesmo que a Revolução Francesa na História". O fio condutor é o personagem de Jean Valjean, que, por roubar um pão para alimentar a família, é preso e passa dezenove anos encarcerado. Solto, mas repudiado socialmente, é acolhido por um bispo. O encontro transforma radicalmente sua vida e, após mudar de nome, Valjean prospera como negociante de vidrilhos, até que novos acontecimentos o reconduzem ao calabouço.


Na Paris do século XV, a cigana Esmeralda dança em frente à catedral de Notre Dame. Ao redor da jovem e da igreja, dançam outros personagens inesquecíveis - como o cruel arquidiácono Claude Frollo, o capitão Phoebus, a velha reclusa Gudule e, claro, o disforme Quasímodo, o corcunda que cuida dos sinos da catedral. Com uma trama arrebatadora, que tem a cidade de Paris como bem mais do que um mero pano de fundo, Victor Hugo criou um dos grandes clássicos do romantismo francês, de leitura irresistível.


A riqueza imagística e formal de sua lírica fez de Victor Hugo o maior poeta romântico francês, também principal mentor do Romantismo em seu país e um de seus mais importantes prosadores. Em 1886, escreveu o romance "Os Trabalhadores do Mar", considerado por muitos críticos e leitores como sua verdadeira obra-prima.



Quer saber onde encontrar estas e tantas outras obras? Fácil, visite nossa seção de Ficção, e aproveite para dar uma olhada em poesias, contos e por aí vai...

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Busque você mesmo!

Programa Agentes de Leitura