Postagens

Mostrando postagens de Março, 2015

Duo - Violão e Canto

Imagem
O duo formado pelos músicos João Argolo e Maria Penha Soares surgiu a partir de uma longa amizade musical desses dois professores do Conservatório Municipal de Arte de Guarulhos. Os músicos têm o intuito de divulgar a música de câmara com repertório renascentista com obras de J. Dowland, Tomas Campion, entre outros.

Biblioteca Municipal Monteiro Lobato
23 de Abril 2015 / quinta
20h
Entrada franca.
R. João Gonçalves, 439, Centro.

CULTURA NA RUA

O Projeto visa contribuir para o resgate da dignidade humana através da acessibilidade cultural com exibição de filmes para pessoas em situação de rua e transeuntes.
Indicação: livre.
Informação: 2087-4177.
Biblioteca Monteiro Lobato, Praça João Ranali
17 de Abril 2015 / sexta
19h
R. João Gonçalves, 439, Centro.

Encontros Cafusos

Imagem

Projeto Poesia às segundas-feiras

Imagem
BRECHT, Bertolt; SOUZA, Paulo César de (organizador e tradutor). No nascimento de um filhoIN: Poemas (1913-1956). São Paulo, editora 34, p.190

(Segundo poema chinês de Su Tung-po, 1036-1101)

Famílias, quando lhes nascer um filho
Façam votos de que seja inteligente.
Eu, que pela inteligência
Arruinei minha vida
Posso apenas desejar
Que meu filho se revele
Parvo e tacanho.
Assim terá uma vida tranquila
Como ministro do governo.

Feriado de Páscoa

Imagem
Informamos que, em virtude do feriado de Páscoa, o atendimento de todas as bibliotecas que compõem o Sistema de Bibliotecas Públicas Municipais de Guarulhos estará suspenso na sexta-feira e sábado (03 e 04 de abril). Retornaremos nossas atividades na segunda-feira, dia 6, em horário normal.

Coletivo Cafuzas - Roda de compartilhamento de experiências

Imagem
No dia 23/3, o Coletivo Cafuzas realizou com êxito o Intervenções narrativas, na BML, no Ambulatório de Atendimento Infantil e nas praças João Ranali e Getúlio Vargas.

O coletivo promoverá no dia 30/03, Roda de Compartilhamento de experiências com os autores convidados Angela Pappiani e Allan da Rosa. Roda de compartilhamento de experiências com os autores convidados Angela Pappiani e Allan da Rosa. 30 de março 2015 (segunda-feira), das 14h às 17h Prestigie!
A Roda de compartilhamento de experiências é um encontro, aberto a quaisquer interessados, caracterizado pela partilha de saberes e práticas relativas às culturas indígenas, africanas e afro-brasileiras. Tendo em vista o caráter de incentivo à leitura deste projeto, o Coletivo Cafuzas contará com dois escritores convidados: Angela Pappiani que trabalha a partir da temática indígena, e Allan da Rosa, que cria suas obras a partir das culturas africanas e afro-brasileiras. Não é necessário conhecimento prévio acerca das cultura…

Coleção Clássicos Infantis Acessíveis

Imagem
A Biblioteca Monteiro Lobato recebeu da Fundação Dorina Nowill para Cegos a Coleção Clássicos Infantis Acessíveis, cuja publicação faz parte da comemoração de 69 anos da fundação.
São 10 (dez) títulos de clássicos infantis impressos tanto em braille como em fonte ampliada, ilustrados caprichosamente com cores vibrantes. Todos os títulos vem acompanhados de CD cujas as histórias apresentam versões com e sem audiodescrição – recurso que descreve minuciosamente as informações que não estão contidas nos diálogos, como expressões faciais e corporais, aspectos do ambiente, figurinos, efeitos especiais, mudanças de tempo e espaço – facilitando com isso o acesso as pessoas com deficiência visual a partir de diferentes materiais. Todos esses recursos disponíveis estimulam os demais sentidos do leitor proporcionando-lhe uma viagem literária.





Projeto Poesia às segundas-feiras

Imagem
PASTERNAK, Boris ; CAMPOS, Augusto de (Trad.) Contra a fama IN: Poesia da recusa. São Paulo, Perspectiva, 2011. p.103 (Signos, 42)

Ser famoso não é bonito.
Não nos torna mais criativos.
São dispensáveis os arquivos.
Um manuscrito é só um escrito.

O fim da arte é doar somente.
Não são os louros nem as loas.
Constrange a nós, pobres pessoas,
Estar na boca de toda gente.

Cumpre viver sem impostura.
Viver até os últimos passos.
Aprender a amar os espaços
E a ouvir o som da voz futura.

Convém deixar brancos à beira
Não do papel, mas do destino,
E nesses vãos deixar inscritos
Capítulos da vida inteira.

Apagar-se no anonimato,
Ocultando nossa passagem
Pela vida, como à passagem
Oculta a nuvem com recato.

Alguns seguirão, passo a passo,
As pegadas do teu passar,
Porém não deves separar
Teu sucesso de teu fracasso.

Não deves renunciar a um min-
Imo pedaço do teu ser,
Só estar vivo e permanecer
Vivo, e viver até o fim.

Projeto Poesia às segundas-feiras

Imagem
FROST, Robert ; LAMBERT, Barbara Theoto. Juntando folhas IN: PICKLES, Sheila (Org.) Quatro estações. São Paulo, Melhoramentos, 1995. p.82 (Flores perfumadas)

Pás não recolhem folhas
melhor do que colheres,
e sacos cheios de folhas
são leves como balões.

Faço um estardalhaço
na lida o dia todo,
como o coelho e a corça
sempre a fugir.

Mao os montes que levanto
eludem meus abraços,
escapam de meus braços
e cobrem o meu rosto.

Posso colher e recolher
muitas e muitas vezes
até encher o galpão.
Mas o que tenho, então?

Quase nada quanto ao peso,
e já que as folhas ficam opacas
em contato com a terra,
quase nada quanto a cor.

Quase nada quanto ao uso.
Mas uma safra é uma safra,
e quem sabe dizer onde 
vai parar a colheita?


BIBLIOTECA INDICA: DIA DO BIBLIOTECÁRIO

Imagem
Biblioteca e Bibliotecários: cúmplices da intelectualidade.

Entre livros nasci. Entre livros me criei. Entre livros me formei. Entre livros me tornei. Enquanto lia o livro, lia-me, a mim, o livro. Hoje não há como separar: O livro sou eu. Bibliotecária por opção, paixão e convicção"  Inajá Martins de Almeida


A PAIXÃO PELOS LIVROS. Localização física: 090.1 P172 Contos, crônicas e depoimentos de quem achou no livro seu paraíso particular e na leitura uma forma de abstrair-se das dores do mundo para nele encontrar algum sentido. Alguns exemplos singulares de manifestações de amor aos livros, testemunhos dos prazeres escondidos nas bibliotecas, casos de paixão bibliômana. Através de histórias, verídicas ou não, os autores retratam uma história do mundo. Uma história do mundo com livros e pelos livros.

BATTLES, Matthew. A conturbada história das bibliotecas. Localização física: 027 B338c Matthew Battles mostra como o armazenamento de enormes quantidades de livros num único local vem desperta…

Projeto Poesia às segundas-feiras

Imagem
Sacolinha. És tu, Carolina IN: Cadernos negros, v.31. São Paulo, Quilombhoje, 2008. p.16

És tema e atividade
Produziu amor com o ódio
E quem ousou te enfrentar
Feriu-se
Tuas palavras foram
O açúcar e a pólvora
Em seu interior
Brutalidade para o dia-a-dia
E sensibilidade para as crianças
Não canso de elogiá-la
És minha referência
Mãe literária
Pele escura cintilante
És Carolina.

VII Semana Castro Alves de Literatura e Artes

Imagem

Encontros Cafuzos – da tradição oral à cultura escrita

Imagem
A Secretaria de Cultura, pelo Sistema de Bibliotecas Públicas Municipais de Guarulhos, em parceria com a Secretaria do Estado da Cultura/ProAC SP (Programa de Ação Cultural) e Coletivo Cafuzas promovem os Encontros Cafuzos – da tradição oral à cultura escrita, da praça à biblioteca. O projeto foi contemplado pelo Edital nº 39/2014 do Programa de Ação Cultural, “Concurso de apoio a projetos de estímulo à leitura em bibliotecas municipais no Estado de São Paulo”.

O Coletivo Cafuzas é formado pelas narradoras Rosana Borges Silva, Roberta Stein e Daniela Landin, que se reuniram para pesquisar as culturas indígenas, africanas e afro-brasileiras com foco na narrativa.
Os encontros são compostos por duas ações: intervenções narrativas e compartilhamento de experiências.

Intervenções narrativas, com a proposta de experimentar diferentes formas de narração em suas relações com o público e com o espaço, sem perder o compromisso com o fortalecimento da tradição oral, as narradoras percorrem esp…

Projeto Poesia às segundas-feiras

Imagem
MURRAY, Roseana; ASSIS, Juliane (ilust.) Temporal IN: Paisagens. 2a.ed., Belo Horizonte, Lê, 2005, p.10

Na tarde lenta
nuvens se amontoam
no céu
como gado na porteira.
De repente,
o mundo despenca
lá de cima,
líquido.

O vento vira
demônio no terreiro.
O aguaceiro
faz do campo um oceano.

Depois da chuva
num coral todo verde,
as árvores agradecem.