Aniversário de 14 anos do Espaço Braille Profª Alice Ribeiro

Aniversário de 14 anos do Espaço Braille Profª Alice Ribeiro
Os deficientes visuais de Guarulhos podem contar com o serviço do Espaço Braille Profª Alice Ribeiro, localizado na Biblioteca Monteiro Lobato, mantido pela Secretaria de Cultura do município. São oferecidos cursos de leitura e escrita Braille para deficientes visuais, com baixa visão, professores da rede pública de ensino e para a comunidade. O Espaço também disponibiliza um laboratório de acessibilidade para os deficientes visuais e de visão reduzida, além de um acervo para empréstimo com livros em escrita Braille e audiolivros, que são gravados por voluntários ledores na cabine de gravação. O laboratório de acessibilidade oferece acesso a hardwares e softwares que atendem às necessidades do deficiente visual.

Leitura Braille. Foto: FV
Para aqueles que tem pouco contato com esse universo talvez tenham dúvidas sobre o que seria a escrita Braille. Desenvolvido em 1827 por Louis Braille, que perdeu a visão aos três anos, as combinações de até seis pontos em alto relevo formam as letras e pontuação do alfabeto, números e notas musicais, que podem ser sentidos com as pontas dos dedos. Assim o deficiente visual pode praticar a leitura e a escrita.

O Espaço Braille Profª Alice Ribeiro foi fundado em 22 de maio de 2000, completando neste mês 14 anos de serviços prestados gratuitamente. Para comemorar o aniversário do espaço foi preparada uma programação cultural para atender a deficientes visuais e videntes.

Curso Braille, jan. 2014. Foto: JC
Durante o mês de maio haverá varal de poesias em braille exposto no horário de atendimento da biblioteca. No dia 20 acontecerá um varal sensorial, no qual Valdete Xavier vendará os participantes videntes para que todos possam sentir a apresentação a partir dos outros sentidos. No dia 21 haverá, em parceria com o Planejamento de Ações em Turismo Inclusivo, uma caminhada sensorial pela cidade com deficientes visuais e videntes vendados guiados por agentes de turismo receptivos. No dia 22 haverá narração de histórias com origamis e recursos de acessibilidade, na qual a contadora de histórias e origamista Irene Tanabe utilizará o tato e audiodescrição durante a contação. No dia 24, o projeto Clarear (com locução de Valter Carvalho e Araçari Teixeira) promove a exibição com audiodescrição do filme O mistério da Libélula.

Nas bibliotecas ramais Orobó Jardim Presidente Dutra, Biblioteca Gracinda dos Anjos de Sá Domingues e Biblioteca Maestro Cezar Testai haverá oficina infantil de Pintura Cega, nos quais as crianças farão desenhos de olhos vendados.

Programação
Varal de poesia em Braille
Biblioteca Monteiro Lobato, Espaço Troca Livros
5 a 31 de maio de 2014
Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h30, sábados das 9h às 13h30min

Sarau Sensorial
Biblioteca Monteiro Lobato
20 de maio (terça-feira)
Indicação: livre
Entrada franca
15h

Caminhada Sensorial
com técnicos do Departamento de Turismo, Programa Bem Receber o Turista com Deficiência
Biblioteca Monteiro Lobato
21 de maio (quarta-feira)
Indicação: livre
10h

Oficina Infantil de Pintura Cega
Biblioteca Orobó Jardim Presidente Dutra
21 de maio (quarta-feira)
14h

Oficina Infantil de Pintura Cega
Biblioteca Gracinda dos Anjos de Sá Domingues
21 de maio (quarta-feira)
Indicação: livre
14h

Oficina Infantil de Pintura Cega
Biblioteca Maestro Cezar Testai
21 de maio (quarta-feira)
14h

Irene Tanabe
Irene Tanabe. Foto: Divulgação

Narração de histórias com origamis e recursos de acessibilidade (participação especial de Irene Tanabe)
Biblioteca Monteiro Lobato
22 de maio (quinta-feira)
Indicação: livre
Entrada franca
14h30min

Cinema com Audiodescrição
Biblioteca Monteiro Lobato
24 de maio (sábado)
Indicação: 12 anos
Entrada franca
14h30min

Programação sujeita a alterações
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Busque você mesmo!