Projeto Poesia às segundas-feiras


QUINTANA, Mario. Nova antologia poética. 12a.ed. São Paulo, Globo, 2009, p.94  (Mário Quintana)

Apocalipse

E eis que veio uma peste e acabou com todos os homens.
Mas em compensação ficaram as bibliotecas.
E nelas estava escrito o nome de todas as coisas.
Mas as coisas podiam chamar-se agora com bem quisessem -- 
E então o Pão de Açúcar se declarou Mancenilha.
E o hipopótamo só atendia por tico-tico.
E houve por tudo um grande espreguiçamento de alívio.
E Nosso Senhor ficou para sempre livre da terrível companhia dos comunistas.
E das apologéticas de Tristão de Athayde.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Busque você mesmo!