Compartilhe suas indicações.

Imagem
"Livros não mudam o mundo. Livros mudam as pessoas.  As pessoas mudam o mundo."
Participe do Projeto "Eu Indico!". Retire um folheto na recepção superior da Biblioteca Monteiro Lobato e divida com a gente o porquê de ele merecer um lugar especial na sua lista de livros preferidos. Sua indicação ficará exposta no nosso mural e ainda pode ganhar um destaque especial em nossas redes sociais.

Projeto Poesia às segundas-feiras

O poema

A tinta e a lápis
escrevem-se todos
os versos do mundo.

Que monstros existem
rodando no poço
negro e fecundo?

Que outros deslizam
largando o carvão
de seus ossos?

Como o ser vivo
que é um verso,
um organismo

Com sangue e sopro
pode brotar
de germes mortos?

O papel nem sempre
é branco como
a primeira manhã.

E muitas vezes
o pardo e pobre
papel de embrulho,

é de outras vezes
de carta aérea,
leve de nuvem.

Mas é no papel,
no branco asséptico,
que o verso rebenta.

Como um ser vivo
pode brotar
de um chão mineral?

MELO NETO, João Cabral de. Serial e antes. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, p.41-2



Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Busque você mesmo!