Hai kai de outono, de Mário Quintana

Uma borboleta amarela?
Ou uma folha seca
Que se desprendeu e não quis pousar?
Postar um comentário