Projeto Poesia às 2as.feiras

Imagem
GULLAR, Ferreira. O lampejo. IN: Toda poesia (1950-1999). 10ed., Rio de Janeiro, José Olympio, 2001. p.356

O poema não voa de asa-delta
não mora na Barra
não frequenta o Maksoud.
Pra falar a verdade, o poema não voa:
anda a pé
e acaba de ser expulso da fazenda Utupu
                                           pela polícia.

Como mal dorme mal cheira a suor,
parece demais com o povo:
                                            é assaltante?
                                            é posseiro?
                                            é vagabundo?
frequentemente o detêm para averiguações
          às vezes o espancam
          às vezes o matam
          às vezes o resgatam
          da merda
                         por um dia
e o fazem sorrir diante das câmeras da TV
de banho tomado.

O poema se vende
                se corrompe
confia no governo
desconfia
de repente se zanga
e quebra trezentos ônibus nas ruas de Salvador.

O poema é confuso
mas tem o rosto da história brasileira:
               tisnado de sol
   …

Audiodescrição (Oficina/Cinema/Literatura infantil)‏

                                    
Oficina
Audiodescrição – Tradução de Imagens em Palavras
10 de maio de 2011
9h30min às 11h30min
Biblioteca Monteiro Lobato

Palestrante: Profª Dra. Lívia Maria Villela de Mello Motta (professora doutora em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela PUC de São Paulo e trabalha como audiodescritora e professora de cursos de audiodescrição desde 2005, sendo responsável pela elaboração de roteiros e formação de audiodescritores no Teatro Vivo. Organizou junto com Paulo Romeu Filho o primeiro livro brasileiro sobre o tema Audiodrescrição: transformando imagens em palavras. Criadora do site e blog Ver com palavras)
A oficina objetiva apresentar a audiodescrição e sua aplicabilidade, oferecendo aos participantes oportunidades de conhecimento do recurso e atividades práticas com foco na descrição de imagens estáticas e dinâmicas. A audiodescrição é um recurso de acessibilidade que amplia o entendimento das pessoas com deficiência visual em eventos culturais (peças de teatro, programas de TV, exposições, mostras, musicais, óperas, desfiles, espetáculos de dança), turísticos (passeios, visitas), esportivos (jogos, lutas, competições), acadêmicos (palestras, seminários, congressos, aulas, feiras de ciências, experimentos científicos, histórias) e outros, por meio de informação sonora. Transforma o visual em verbal, abrindo possibilidades maiores de acesso à cultura e à informação, contribuindo para a inclusão cultural, social e escolar. Além das pessoas com deficiência visual, a audiodescrição amplia também o entendimento de pessoas com deficiência intelectual, idosos e disléxicos.



Cinema
Cinema com audiodescrição
14 de maio de 2011
14h
Anfiteatro da Biblioteca Monteiro Lobato
Comédia As Branquelas (White Chicks, direção de Keenan Ivory Wayans, 2004) com audiodescrição.

Lançamento de livro
Era uma vez nós,... crianças! A literatura infantil como elemento enriquecedor do processo de alfabetização de crianças com baixa visão (gerúndioGEdições, 2011), da pedagoga Juana Maria Rey Cardozo

14 de maio de 2011
17h
Biblioteca Monteiro Lobato
A proposta básica deste livro é apresentar atividades desenvolvidas com livros infantis, com o intuito de enriquecer e diversificar o processo de alfabetização de crianças com baixa visão, estimulando a interação, a comunicação oral e escrita e o crescimento individual, a partir do intercâmbio coletivo. Busca oferecer uma reflexão sobre o processo educacional desenvolvido com alunos deficientes visuais e se este colabora ou não na inclusão socioeducacional de crianças especiais. A literatura infantil parece ser um instrumento pedagógico muito significativo durante todo o período de alfabetização, tanto de alunos deficientes, neste caso de crianças com baixa visão, quanto dos videntes. O significado da diferença como condição de vida obtém nestas vivências, um canal de manifestação individual e permite que o sujeito elabore sua vinculação com o mundo, aceitando a si mesmo como parte dele.

Informações
2087-6900
Rua João Gonçalves, 439 Centro, Guarulhos
Realização
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Busque você mesmo!

Programa Agentes de Leitura