Biblioteca Indica: Sempre é tempo para bons sentimentos. Histórias de amor, paz, amizade, esperança, fé, lealdade, gratidão e solidariedade.

Imagem
"Todo o nosso conhecimento se inicia com sentimentos."


SCHOLES, Katherine; INGPEN, Robert. Tempos de paz. Localização: J S391t A Unesco, desde sua criação no final da Segunda Guerra Mundial, já declarava: As guerras nascem no espírito dos homens; logo, é no seu espírito que precisam ser erguidos os baluartes da paz. Aprenda a resolver pacificamente os problemas de sua vida - primeiro que tudo. Isso porque a paz começa com você. No seu próprio quintal. Ainda há as imagens belíssimas de Robert Ingpen que interagem com o tom questionador e reflexivo do livro. Sua leitura contribuirá para sensibilizar a criança a ter uma relação harmoniosa consigo mesma, com os outros e com a natureza.

GEE, Darien; KLESCK, Alice. O pão da amizade. Localização: F G263p Um presente anônimo conduz uma mulher a uma jornada que ela jamais poderia imaginar. Certa tarde, Julia Evarts e Gracie, sua filha de cinco anos, chegam em casa e encontram um presente na varanda da frente: um pão da amizade com o simpl…

OFICINA DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIA COM ORIGAMI

Biblioteca Orobó Mikail
Dias 16 e 18 de Fevereiro / quinta e sexta
Das 14h as 17h


Aprenda a confeccionar lindos origamis que serão usados como elementos para contação de história.  Com arte-educador Marcio Tehillim. Vagas: 10. Idade mínima: 12 anos. Mais informações  pelo telefone 2408-4543.
 

A palavra Origami vem de Oru = dobrar mais Kami = papel.
A junção acabou por formar Origami e significa a arte de produzir figuras a partir de folhas de papel.
O Origami tradicional surgiu no Japão por volta do século IX e não se usava cola ou tesoura.
As figuras formadas eram sempre animais ou objetos do cotidiano.
Alguns autores acreditam que desde o século VI os monges japoneses já praticavam algumas dobraduras.
Essas dobraduras foram depois sendo transmitidas através das gerações, apenas entre as famílias nobres, até porque o papel era uma coisa cara e rara.
Em 1797 foi publicado um livro chamado Senbazuru Orikata que pode ser traduzido por "como dobrar mil graças". A partir daí o Origami passou a ser uma matéria regular nas escolas japonesas.

Rua Justiniano Salvador dos santos, 311, Parque Mikail.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Busque você mesmo!

Programa Agentes de Leitura