Projeto Poesia às 2as.feiras

Imagem
GULLAR, Ferreira. Glauber morto. IN: Toda poesia (1950-1999). 10ed., Rio de Janeiro, José Olympio, 2001. p.351

O morto não está de sobrecasaca
não está de casaca
não está de gravata.

O morto está morto

não está barbeado
não está penteado
não tem flor na lapela
um flor 
na calça
sapatos de verniz

não finge de vivo
não vai tomar posse 
na Academia.

O morto está morto
em cima da cama
no quarto vazio.

Como já não come
como já não morre
enfermeiras e médicos
não se ocupam mais dele.

Cruzaram-lhe as mãos
ataram-lhe os pés.

Só falta embrulhá-lo
e jogá-lo fora.



Mostra Tropicalista: Refletindo sobre arte e cultura de massas no país


Dia 11 de OUTUBRO / sábado

A Mostra Tropicalista deste sábado abordará o tema Arte, Cultura e Política nos Anos 60: O Tropicalismo, tendo como palestrante o professor doutor Celso F. Favaretto, doutorado em filosoia pela USP. O surgimento do tropicalismo, em 67, provocou mudanças nas maneiras usuais de efetivação da significação social da arte no Brasil. Particularmente, no campo da canção, promoveu a discussão sobre a eficácia da música popular como ação social, a partir do redimensionamento das relações entre estrutura da canção, o mercado e o público. O movimento também foi associado a outras áreas artísticas: artes plásticas, teatro, literatura e cinema, como por exemplo, nos trabalhos de Oiticica, José Celso, José Agripino e Sganzeria.

Vagas: 140 (inscrições uma hora antes do início do evento).
Entrada franca. Rua João Gonçalves, 439, Centro.

Às 14h.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Busque você mesmo!